Pontos Turísticos – Três Rios

Casa da Cultura

casa-da-cultura

A Casa da Cultura está instalada no prédio do antigo Fórum de Três Rios. Construído na década de 1920, sendo o primeiro prédio a ser construído na Praça São Sebastião. O prédio teve suas primeiras funcionalidades como Escola, e anos mais tarde passou a ser a sede do Fórum de Justiça da cidade até 1998. Após a transferência de quase todo o poder judiciário para a margem direita do Rio Paraíba do Sul, o prédio foi cedido à Prefeitura Municipal para abrigar a Coordenadoria de Cultura. Atualmente no andar superior funciona a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e no andar térreo o Juizado Cível.

Endereço: Praça São Sebastião, 224, Centro, Três Rios – RJ

.

Casa de Pedra

casa-de-pedra

Antiga estação de carga e descarga da extinta Estrada de Ferro Leopoldina Railway. Segundo relatos de pessoas que trabalharam na rede, esta estação foi construída no final do século XIX e marcou por sua beleza de arquitetura toda em pedra e madeira. Supõe-se que o material para a sua construção foi importado da Europa, assim como, a mão – de – obra. A estação de Pedra, simboliza hoje o que restou da ferrovia, e é o único imóvel que ainda nos resta e que faz referência à Estrada de Ferro em nosso município. Foi preservado por lei de tombamento municipal, devido sua importância histórica/cultural, tendo em vista que o município de Três Rios se desenvolveu muito com os recursos da mão de obra ferroviária. Hoje, a Estação de Pedra ou Casa de Pedra, como é conhecida popularmente, abriga o Espaço da Ciência, programa de apoio à ciência e tecnologia.

Endereço: Rua Barão de Entre-Rios, s/n°, Centro, Três Rios – RJ

.

Ponte das Garças

ponte-das-garcas

Grande empreendimento da engenharia do século XIX foi projetada pelo engenheiro José Koeller, com o nome oficial de Ponte do Paraíba. Sua construção teve início em abril de 1859 e foi concluída em março de 1861. Sua inauguração deu-se a 23 de junho de 1861, com a presença do imperador D. Pedro II. Projetada para servir à Estrada União Indústria, também serviu a Estrada de Ferro Leopoldina Railway em 1898, o que alterou o seu perfil original retirando a cobertura para a passagem das locomotivas. Durante longo tempo serviu como ponte rodoviária e ferroviária. Paralela à ponte de ferro, foi construída uma ponte de concreto para o uso da rodovia. Na década de 70 passou a servir de pista para ciclistas e pedestres. Embora projetada com o nome de Ponte do Paraíba, recebeu o batismo popular de Ponte das Garças, com fundamento na concentração da ave pernalta no local e em suas proximidades, assim como o bairro que se formou naquela região. Pelo seu alto valor histórico, cultural, arquitetônico e artístico, em 1997, por indicação do Conselho Municipal de Cultura de Três Rios, foi protegida por tombamento municipal e arrolada no patrimônio histórico trirriense.

Endereço: Bairro Ponte das Garças

.

 Praça da Autonomia e Coreto

praca-da-autonomia

A Praça da Autonomia é uma das mais valiosas relíquias de Três Rios. Inaugurada em 24 de fevereiro de 1911 com o nome de Praça Dr. Oscar Weinschenck, em homenagem e reconhecimento das autoridades locais ao dedicado trabalho desse engenheiro. Serviu de cenário para variados eventos (políticos, culturais, cívicos e outros). Contudo, o que veio notabilizar a praça foi o movimento da campanha para a emancipação política e administrativa do distrito de Entre – Rios. Por isso o nome de Praça da Autonomia. Foi ao longo do tempo, fonte de inspiração de artistas e literatos. O ponto de destaque dessa praça é representado por seu coreto. Por solicitação do conselho Municipal de Cultura, o Coreto foi tombado pelo Patrimônio Histórico Estadual (INEPAC) em 18 de março de 1992 e em 1997 deu-se o seu tombamento municipal.

Endereço: Praça da Autonomia, Centro, Três Rios – RJ

.

Igreja Nossa Senhora da Conceição

igreja-nossa-senhora-da-conceicao

Localizada no Distrito de Bemposta e onde se encontra uma réplica do Cristo Redentor. A igreja possui painéis de ladrilhos e a sacristia é revestida por azulejos em relevo. No salão principal, os ladrilhos têm pinturas de anjos e figuras bíblicas. A data de fundação de construção do prédio não se sabe ao certo, mas acredita-se que tenha sido na primeira metade do século passado. A tradição do uso dos azulejos decorativos foi trazida para o Brasil pelos portugueses.

Endereço: Distrito de Bemposta

.

Capela Nossa Senhora da Piedade

capela-nossa-senhora-da-piedade

Construída no século XIX, localizada no bairro do Cantagalo. Considerada o marco da fundação da cidade de Três Rios. Nela existe uma réplica da imagem “La Pietá”, de Michelangelo. Possui um cemitério histórico onde estão sepultados a Condessa do Rio Novo e seus pais Barão e Baronesa de Entre-Rios além de alguns membros da família Visconde de Entre-Rios. O cemitério é de uso exclusivo dos descendentes da família Barroso Pereira, fundadora do município.

Endereço: Bairro Cantagalo

.

Igreja São Sebastião

tres-rios

Construída na primeira metade do século XX, está situada na Praça São Sebastião, tendo no entorno casas residenciais, teatro e restaurante. Recentemente passou por uma reforma interna que recuperou a pintura e os afrescos originais.

Local: Praça São Sebastião – Centro

.

Fazenda Bemposta

Construída no século XIX, possui 42 cômodos, com paredes internas recobertas por tecido francês da década de 30.

Local: Distrito de Bemposta

.

Encontro dos Três Rios

encontrotresrios_flavioduarte__

O encontro dos rios Paraíba do Sul, Piabanha e Paraibuna – é reconhecido como o único delta triplo do mundo. È o maior ponto turístico da cidade de Três Rios. No local existe restaurante, hotel/pousada, artesanato local, grande mata nativa e prática de raffiting.

Local: Bairro Moura Brasil

.

Morro da Torre

morro-da-torre

Com altitude em torno de 800 metros, tem-se uma ampla vista de toda a cidade de Três Rios, do vale do Paraíba do Sul e do encontro do rios.

Local:Margem direita do Rio Paraiba do Sul

.

Ilha Tabaiara

Próximo ao encontro dos três rios

.

Ilha de Capri (Sola)

Onde funcionou a indústria Sola e atualmente área de lazer e eventos.

Local: Avenida Zoello Sola, 1192 – Triângulo

.

Mirante

mirante-tres-rios

Vista panorâmica da cidade.

.

Igreja São Judas Tadeu

igreja-de-sao-judas-tadeu-em-tres-rios-rj-fotorogerio-malafaia

Capela de arquitetura simples que retrata a devoção do povo católico.

Fica situada em local aprazível de fácil acesso e com uma vista panorâmica do centro da cidade.

Local: Situa-se à margem direita do rio Paraíba do Sul – centro

.

Avenida Alberto Lavinas (Beira Rio)

avenida

Um dos principais pontos de lazer da cidade de Três Rios, é o local escolhido pelas pessoas para caminhadas, corridas e passeios de bicicleta, já que a avenida possui uma ciclovia em toda sua extensão. Além disso, a Praça de Esportes, inaugurada em setembro de 2011 na Alberto Lavinas, possui quadra de areia, quadra de grama sintética, parque infantil, academia ao ar livre e pista de skate.

.

Teatro Celso Peçanha

teatro

O Teatro Celso Peçanha foi inaugurado em 8 de Dezembro de 1962, com a apresentação da peça Dona Xepa, estrelado por Violeta Silveira, filha de Isaltino Silveira que foi Presidente do grupo.

Idealizado por Isaltino Silveira que esteve à frente da diretoria do Grupo de Amadores Teatrais Viriato Corrêa durante 25 anos, o teatro foi construído após uma grande campanha entre a população de Três Rios, venda de títulos de sócios beneméritos e com ajuda do então Governador do Estado do Rio Dr. Celso Peçanha.

O prédio de linhas arquitetônicas arrojadas é um projeto de Wanderley Rodrigues, localizado na Praça São Sebastião. O teatro possui dois andares e um auditório com 324 lugares com cadeiras de assento e estofados, um palco de 80 m², camarins, 9 banheiros, cabines de iluminação e sonoplastia, sala de dança, sala de reunião e secretaria.

Por ser o maior auditório que a cidade dispõe, serve como sala de visitas do município. Ali são realizados os maiores eventos da comunidade, tais como, palestras, seminários, reuniões, espetáculos das escolas de ballet, festas de formaturas, shows, festivais de teatro, além dos eventos realizados pelo GATVC que é proprietário do teatro.

Por solicitação do Conselho Municipal de Cultura de Três Rios foi tombado como Patrimônio Histórico da cidade pelo Decreto 2.113 de 26 de junho de 1997.

.

Pedra de Paraíbuna

pedra-paraibuna

End: Antiga Rod. União e Indústria – Monte Serrat – Afonso Arinos

Horário: permanente

A pedra é composta por granito, com 900 m de altitude. Foi uma espécie de posto de observação da Patrulha do Imperador, que dava cobertura oficial aos carregamentos de ouro que procediam de Minas Gerais com destino ao Rio de Janeiro. Hoje o atrativo é utilizado para escalada e caminhada semi-pesada numa trilha de 3 km, encontrando com a nascente durante este percurso. De seu cume tem-se uma ampla vista de todo o distrito de Afonso Arinos; dos morros e vales; e do rio Paraíbuna cruzando o rio Preto. A sua vegetação é rasteira apresentando algumas árvores de médio porte e bambuzais.

.

Rio Paraíbuna

rio-paraibuna

Foto:Mateus José Fernandes Martins – Acesse:https://projeto4feel.com/ 

End: Levy Gasparian – Monte Serrat – Afonso Arinos

Horário: permanente

O Paraíbuna está localizado na divisa dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, onde nasce próximo à cidade de Juiz de Fora. Percorre o município de Com. Levy Gasparian, o distrito de Afonso Arinos e a localidade de Monte Serrat no município de Três Ris, desaguando nos Rios Paraíba do Sul e Piabanha, formando o encontro dos três rios, dando assim o nome ao município. Sua vegetação é constituída por árvores de médio porte destacando-se o roxinho. Suas águas são barrentas, de temperatura média, com profundidade variando de 5 a 30 m. Seu leito é bastante irregular, constituído quase que totalmente de rochas, que formam cavernas, dando um movimento de água bastante turbulento. O rio é pouco utilizado para pesca. No entanto, contém peixes de pequeno porte, tais como: bagre, cascudo, traíra e outros. A sua mata tropical abriga animais e aves, alguns bastante procurados por caçadores, tais como: pato selvagem, capivara, paca e outros mais raros. O pássaro desta região é o guache, também conhecido por japuíra, ou jocongo, ou João Congo, ou João Conguinho, pássaro de cor preta com dorso inferior escarlate e bico amarelo. Muito significativos são seus ninhos em forma de bolsa esguia e alongada, às vezes com 1 m de comprimento, dependurados, em grande número, na mesma árvore. O atrativo é de grande interesse turístico pelas suas corredeiras, onde são desenvolvidos, num percurso de 20 km, a prática de canoagem. Remadores treinados e turistas, embarcam no município de Com. Levy Gasparian, onde começa a aventura. No primeiro trecho o rio Paraíbuna é calmo, quando percorre-se aproximadamente 20 à 25 minutos de águas mansas, observando-se a beleza da região, até chegar nas corredeiras. Nesta ocasião, todos têm que estar vestindo coletes salva-vidas e capacetes, que foram entregues a cada um no embarque. Você passará pela Curva do S, Tobogã, Cachoeirão, Pirapora, Garganta do Diabo, Pedra da Francesa, e tantas outras.

.

Museu Rodoviário de Paraibuna

museu_tres_rios_1278019836

End: Antiga Estrada União e Indústria, km 147 s/nº – Monte Serrat – Afonso Arinos

Horário: Terça à Domingo das 9h às 16h

O Museu está instalado no corpo central de uma das doze estações de Mudas, que data do tempo que as diligências faziam o percurso Petrópolis – Juiz de Fora. Funciona na 8ª Muda, uma das mais importantes, por sua situação de limite dos estados de Rio de Janeiro e Minas Gerais, tendo no entorno a Capela de Nossa Senhora de Monte Serrat e bares e nas proximidades do rio Paraibuna e da Pedra do Paraibuna. Não foi possível obter a data de inauguração do Museu Rodoviário de Paraibuna. O Museu tem como finalidade mostrar, através de roteiro cronológico, a origem, a evolução dos caminhos e estradas, assim como dos transportes e meios de locomoção terrestre. Possui em seu acervo cerâmicas arqueológicas, selas para senhoras do século XIX, documentos históricos, fotos, mapas, chaveiros comemorativos, alguns exemplares de máquinas, tratores e carruagens, gradis, rolos compressores, fonte comemorativa construída por Mariano Procópio, bebedouro de animais datado de 1928, além do prédio da 8ª Muda que abriga o Museu, por ser a única existente no Brasil, tendo sido inaugurada em 23 de junho de 1861 com a estrada União e Indústria, pelo Imperador D. Pedro II. O prédio atualmente é tombado pela SPHAN e foi totalmente restaurado, em seu aspecto original, pelo DNER.

.

Capela de N. Srª. de Monte Serrat

End: Rua Coronel João Werneck, 19 – Afonso Arinos

Horário: somente com permissão do zelador

Situa-se na localidade de Monte Serrat, fazendo parte do seu entorno o Museu Rodoviário de Paraíbuna, o rio Paraíbuna e a Pedra do Paraíbuna. Sua construção data do século XVIII, não sendo possível obter dados acerca do histórico do atrativo. A fachada principal do atrativo compõe-se, no corpo principal, de duas portas justapostas em folha dupla de madeira, bandeira fixa de vidro colorido, verga ogival, encimadas por arco ogival. Ladeando-as, duas janelas tipo basculante, com caixilhos de vidro colorido, bandeira fixa de vidro também colorido e verga ogival. Acima dos vãos, cimalha trabalhada e frontão triangular encimado por cruz e com desenhos vazados. Na lateral à direita do corpo principal, torre mineira com campanário em verga ogival, coroada por elemento piramidal encimado por cruz. Nas laterais e entre os vãos da construção, colunas. Para se alcançar o edifício, pequena escadaria. O adro da capela é cercado por muro gradeado e o acesso a este é feito por portão gradeado ladeado por duas colunas encimadas por ornatos. No interior da capela, púlpito, coro e altar-mor e dois altares laterais.

.

Estátua da Mãe Preta

estatua-mae-preta

End: Praça Ambrozina Bastos – Vila Isabel

Horário: permanente

O atrativo está situado na Praça Ambrozina Bastos, tendo no entorno casas residenciais e bar. Foi inaugurado em 13 de maio de 1962 e remodelado em meio de 1975. Está situado no local, onde, no período da escravatura, se localizava a senzala da fazenda Cantagalo. O atrativo, busto da mãe preta, em bronze, está sobre um pedestal de mármore.

.

Paróquia Imaculada Conceição de Bem-posta

End: Praça Guilhermina Guinle, 20 – Bem-posta

Horário: diariamente das 9h às 17h

Situa-se em frente à Praça Guilhermina Guinle, tendo em seu entorno casas residenciais. O atual prédio da matriz foi construído sob auspício do Dr. Arnaldo Guinle e entregue à comunidade no dia 08 de dezembro de 1947, não sendo possível obter dados acerca de seu histórico. A fachada frontal compõe-se de corpo principal com uma porta em folha dupla de madeira almofadada, molduras de madeira, tendo, no centro da verga, lanterna colonial pintada em grafite. Acima da porta, na altura do coro, duas janelas com vitrô em molduras de madeira. O corpo principal é coroado por frontão triangular encimado por cruz. Na lateral esquerda do prédio, torre com campanário, que possui três sinos, coroada por elemento piramidal, encimado por cruzeiro e este por galo de grimpa. Nas laterais do prédio, estereotomia aparente, sugerindo colunas. A cobertura do prédio é feita em telhas coloniais. No interior da Igreja, altar-mor em madeira, pintura do teto feita por artista francês e um painel da Assunção de Nossa Senhora. Foram usados na construção, peças barrocas, vindas de uma igreja demolida na Bahia, azulejos portugueses, e na composição dos altares foi utilizada mão-de-obra francesa.

.

Fonte: http://www.tresrios.rj.gov.br/

http://www.turismosa.com.br/

 

Copyright © GUIA DA ESTRADA REAL - O seu guia de bolso