História de São Vicente de Minas

sao-vicente-de-minas1

São Vicente de Minas é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais. Pertence à Mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas e Microrregião de Andrelândia e localiza-se a sul da capital do estado, distando desta cerca de 299 km. Ocupa uma área de 392,067  km², sendo 1,6859 km² estão em perímetro urbano, e sua população em 2011 era de 7 073 habitantes, sendo então o 464º mais populoso do estado mineiro.

 

A sede tem uma temperatura média anual de 20,7°C e na vegetação do município predomina a mata atlântica. Com uma taxa de urbanização da ordem de 88,4%, o município contava, em 2009, com oito estabelecimentos de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,769, considerando como médio em relação ao estado.

 

Na área da cultura e lazer, destaca-se na realização de diversos eventos anuais, como o Carnaval de São Vicente de Minas, em fevereiro ou março, ou a Festa de São Vicente Ferrer, realizada em maio. Possui ainda alguns atrativos turísticos de valor cultural ou histórico, como a Igreja Matriz de Vicente Ferrer ou os componentes da Fazenda do Espírito Santo. A culinária também tem grande relevância, tendo destaque principalmente na produção de queijos finos.

 

Até o começo do século XVIII, a região do atual município de São Vicente de Minas não passava de uma área de mata virgem, até que, naquela época, apareceram os primeiros bandeirantes. Muitas dessas bandeiras partiam de Taubaté e grande parte das reservas de pedras preciosas se encontrava nas vertentes do Rio Grande, onde localizam-se as cidades de Tiradentes e São João Del Rei, e na região de Vila Rica, atual município de Ouro Preto. Esses lugares eram alcançados por três caminhos a partir da Capitania de São Paulo, e um deles passava por São Vicente. Ali havia alguns pontos de parada, que serviam para alimento de animais, comércio de mercadoria e para os viajantes passarem dormirem. Com o passar do tempo esses pontos de “paragem”, como costumam ser chamados, foram se desenvolvendo até formar pequenas vilas. Uma delas foi a da atual cidade.

 

O primeiro nome daquele povoado foi São Vicente Ferrer. Se deve a uma imagem de São Vicente Ferrer que foi encontrada por um empregado do fazendeiro Francisco José de Andrade Mello, dono de uma das maiores fazendas da região. Estava à beira de uma nascente e, logo depois, Francisco ordenou que fosse feita uma pequena capela ao santo, onde hoje se situa a praça Coronel José Eugênio. A capela foi concluída em 1799 e deu origem ao primeiro núcleo que gerou o arraial de São Vicente Ferrer, que continuava a ser um dos principais pontos de paradas e descanso das bandeiras.

 

 

 

Fonte: Wikipédia

 

Copyright © GUIA DA ESTRADA REAL - O seu guia de bolso