Pontos Turísticos – São Gonçalo do Rio Preto

Alto de Santa Cruz

 

Uma cruzinha pequena, de madeira envelhecida, no alto da montanha. Toda a cidade de Rio Preto pode ser observada do Alto da Santa Cruz. A vista é realmente linda, mas chegar lá exige disposição.

O acesso inclui a subida de uma montanha através de uma trilha pouco utilizada e, por isso, com obstáculos naturais como lapas e vegetação fechada de cerrado.

A Cruz de Santo Antônio está localizada na chácara do José de Santinho, que tem sua entrada a menos de 500 metros do centro.

.

Capela Senhor Bom Jesus

sao-goncalo-do-rio-preto

Construída em 1789, altar ornamentado e rendado.

.

Casa de Cultura

 

É uma pequena casa de exposição de artesanato e também possui livros com historia da mudança da cidade de são Gonçalo do Rio Preto.

.

Gruta Lapa de Alberto

 

É uma gruta localizada na Pousada Canto das Águas a 2 km da cidade, na estrada que leva ao povoado do Rio das Pedras. Recebe este nome por causa do seu antigo dono Alberto, ali ele fazia funcionar um moinho de fubá.

.

Igreja Matriz São Gonçalo

matriz-sao-goncalo

Localizada no centro da cidade. Construção recente, anos 60, estilo colonial.

.

Parque Estadual do Rio Preto

parque-estadual-do-rio-preto

O Parque Estadual do Rio Preto encontra-se temporariamente fechado por conta de obras de melhoria das condições de acesso. Está programada a reabertura para visitantes na semana santa de 2006.

Em 1991 o Rio Preto foi declarado Rio de Preservação Permanente, concretizando o grande interesse da comunidade de São Gonçalo do Rio Preto. Esta ação culminou na necessidade de proteger sua nascente. Dois anos depois foi sancionada a lei que autorizou a criação do Parque Estadual do Rio Preto, através do decreto Nº 35.611 de 01 de Junho de 1994, com uma área total de 10.755 hectares.

O Parque conta com inúmeros atrativos turísticos, destacando-se as cachoeiras do Crioulo e da Sempre – Viva, as pinturas rupestres e os mirantes naturais que permitem a contemplação de toda a área da Unidade e do entorno.

O Rio Preto possui como cobertura vegetal nativa os campos de altitude, os campos rupestres, os cerrados, os cerradões e as matas de altitude, tipologias vegetacionais, que cobrem mais de 99,5% da área.

Na área do Parque predominam espécies vegetais importantes do estrato arbóreo como o pau-d’óleo, a sucupira, o ipê, o cedro, o jatobá, o ingá, a candeia, esta última bastante frequente em áreas de transição entre a mata e os campos de altitude.

A diversidade florística e a abundância de recursos hídricos e de abrigos em rochas, relaciona-se uma fauna bastante rica. Ocorrem animais já escassos em grande parte do Estado, alguns dos quais em processos de extinção constantes da lista oficial de animais ameaçados de extinção, como o tatu-bola, o tamanduá-bandeira e o lobo-guará.

Vale ainda ressaltar a presença de afloramentos rochosos, formações vegetais exuberantes, várias cachoeiras e piscinas naturais e a importância da ocorrência de inúmeras nascentes e cursos de água, vertentes para o rio Jequitinhonha, um dos mais importantes sustentáculos de sobrevivência da região.

A distância do Parque à cidade de São Gonçalo do Rio Preto é de 15 km.

.

Ponte do Alecrim

 

Ao lado da ponte próxima à estrada que leva ao povoado do Alecrim, existe uma praia mais isolada e muito aconchegante. O lugar tem muitas lapas, areia branca e poços, onde é comum grupos de amigos ou familiares se reunirem para preparar churrascos ou até almoços em fogões improvisados em pedras.

A estrada de terra margeia o rio e oferece um espetáculo à parte, rodeada por matas, bambuzeiros e mangueiras. A ponte do Alecrim fica a aproximadamente 5 Km de Rio Preto.

.

Praia do Lapeiro

praia-do-lapeiro

Um amontoado de lapas que resultaram em um relevo arquitetônico deram origem ao nome da praia do Lapeiro. Ela fica a apenas 800 metros da cidade e é a mais frequentada por moradores e turistas. Sua grande faixa de areia clara abriga campos de futebol, vôlei e peteca.

O lugar oferece praias e poços de profundidades variadas que agradam a todos os gostos e idades.

Na área de grama verde, à margem direita do rio, há um grande rancho de palha com mesas espalhadas e bares que servem bebidas, porções, sanduíches e tira-gostos. O local também oferece infraestrutura com banheiros, estacionamento e telefone público.

.

Fonte: http://www.ferias.tur.br/

 

Copyright © GUIA DA ESTRADA REAL - O seu guia de bolso