História de Queluz

queluz1

O nome Queluz é uma homenagem ao local onde o Imperador D. Pedro nasceu – o Palácio de Queluz em Portugal. A cidade, fundada em 1842, possui uma extensão de 249.408 m2 a uma altitude de 497 metros. Vários são os atrativos turísticos.

Queluz teve sua origem em um aldeamento de índios Purus, aos quais foram concedidas as terras em que viviam no território de Lorena, em 1801, pelo Capitão-General Antônio Manoel de Melo Castro e Mendonça, sob a direção espiritual do sacerdote paulista Padre Francisco das Chagas Lima, com a denominação de Aldeia São João de Queluz, em homenagem ao nome do príncipe real de Portugal D. João, depois Rei de Portugal, com o nome de D. João VI.

Instalada a aldeia, as antigas ocas foram substituídas por casebres de alvenaria, sob orientação do Capitão Januário Nunes da Silva. O padre Francisco das Chagas Lima foi substituído em 1808 por José Francisco Rebouças de Palmas, que construiu a antiga capela de Nossa Senhora do Rosário no local onde hoje se encontra a Igreja Matriz erigida pelo Alferes José Antônio Dias Novaes.

Em pouco tempo a povoação progrediu social e politicamente, reforçada pela forte economia baseada na cana-de-açúcar, milho, café e pecuária. Nessa época foi construída a antiga ponte sobre o Rio Paraíba, mais tarde demolida por motivos estratégicos durante a Revolução Constitucionalista de 1842. Essa demolição provocou um estrangulamento no desenvolvimento de Queluz, somente reativado a partir da implantação da Rodovia Presidente Dutra (BR116) e consequente industrialização do Vale do Paraíba, apesar da povoação já estar ligada a outros centros pela Estrada de Ferro Central do Brasil, desde o final do século XIX.

 

 

 

Fonte: http://cidades.ibge.gov.br/

Copyright © GUIA DA ESTRADA REAL - O seu guia de bolso