História de Presidente Kubitschek

presidente-kubitschek

Não se sabe ao certo, quais foram os primeiros habitantes de Presidente Kubitschek, mas sabe-se que na época do Brasil Colônia os escravos Africanos mineravam em nossos rios e campos, sabendo-se também que neste município moravam índios, os quais deram à localidade o nome de Ocapoã e depois Ivituruí.

No tempos remotos, os tropeiros faziam suas viagens, vindos da Região da Mata (Serro, Sabinópolis, Guanhães, Rio Vermelho, etc.), transportavam as mercadorias, assim como: toucinho, carne, cereais, indo até Curvelo, Estação do Barão de Guaicuí e demais localidades.

Esses tropeiros mercadores, aqui faziam pouso. Como era mais comum descançar em um lugar alto denominado Capoeira Grande, deram-no o nome de Pouso Alto.

Pouso Alto passou a ser distrito de Diamantina por Lei n° 1295 de 30/10/1866 e elevado à Paroquia por Lei n° 442 de 28/12/1887. Mas em Minas Gerais havia uma cidade com esse mesmo nome, e então mudaram para Tijucal por Lei n° 843 de 07/09/1923.

Emancipação

O distrito começou a crescer e se evoluir, o povo sentiu a necessidade de ser independente, surgindo assim a idéia de emancipação.

Muitas pessoas contribuíram. Dentre eles destacamos: Dr. Valdir de Avila, Dep. Dr. Sady da Cunha, João Nunes de Souza.

O município foi emancipado pela Lei 2764 de 30 de dezembro de 1962.

Nome Atual

Juntamente com a idéia de emancipação surgiu também a idéia de mudança de nome de Tijucal para Presidente Kubitschek, em homenagem ao ilustre Dr. Juscelino Kubitschek de Oliveira.

Em 1° de março de 1963 foi instalado o município de Presidente Kubitschek. Foi desatada a fita simbólica pelo Juiz de Direito da comarca de Diamantina, Dr. Benedito Starling.

 

 

Fonte: http://www.cidades.ibge.gov.br/

Copyright © GUIA DA ESTRADA REAL - O seu guia de bolso